terça-feira, 5 de junho de 2012

Capítulo 23: Cuida dele, Sel...



Terminei de arrumar o cabelo e desci correndo as escadas, eu já devia estar no aeroporto a essa hora. Faltava menos de uma hora para meu voo partir. 
Meu pai havia arrumado as poucas malas no carro e nós cinco entramos; ele, minha mãe, Maddie, Selena e eu. Eu fui sentada entre as duas. Selena fez birra e Maddie estava quietinha abraçada a mim dentro do carro. Joe? Não falara com ele desde ontem à noite. Não sei se ele iria ao aeroporto, mas bem no fundo queria ele lá. Eu havia falado com meus pais, sobre nós termos terminado, hoje de manhã. Tentei não esboçar nenhuma reação por mais que estivesse destruída por dentro. Eles só concordaram em não tocar no assunto e agiram naturalmente. 
Cheguei ao aeroporto e o embarque já havia começado. Fiz check-in e fui até o portão de embarque, e lá me despedi de todos. Os que estavam presentes, pelo menos. Olhei em volta tentando ver se ele veio. E lá estava ele, parado em um canto ao lado de um pilar me observando, segurava uma folha na mão. "Boa sorte, meu amor." Respirei fundo e passei a porta da sala de embarque. Pelo menos o vi.
***********
Santa Bárbara, onde eu morava, era minúscula perto de San Diego, que é uma linda e grande cidade, ao sul da Califórnia, onde eu iria passar as próximas semanas. Longas semanas... "Separe o profissional do pessoal, Demi" lembrei a mim mesma. Respirei fundo ao sair de dentro da van, que levara eu e as outras meninas, que havia estacionado em frente a um hotel, não era 5 estrelas mas era um bom hotel. Rodrigo, meu professor e de Lana, nos mostrou nossos quartos. As meninas de todas as escolas ficariam no mesmo andar, e eu dividiria meu quarto com Lana, como esperado. 
Depois de nos instalarmos o diretor, organizador, o que quer que seja, da competição nos chamou para mostrar o lugar. Depois voltamos aos nossos quartos descansar, iríamos treinar a uma hora a tarde para que conhecêssemos umas as outras.
***********
Lana: Demi? (deixei de observar o celular para olhá-la) São duas horas, já está na hora de descer. 
Demi: Ah, ok. (sorri fraco) Pode ir, eu já vou. 
Ela saiu do quarto e eu fui até o banheiro, minha aparência não estava tão ruim. Passei uma escova nos cabelos e os amarrei em um rabo de cavalo no topo da cabeça, depois calcei uma sandália e desci. Todos estavam esperando no fim do hall de entrada, quando cheguei alguns homens nos guiaram até um carro e de lá fomos a um ginásio. Nos dividiram em chaves e pediram para que fizéssemos nosso melhor. Quando entrei no vestiário para colocar a roupa de banho, ouvi uma voz fina e irritante e que me parecia um pouco familiar. Me escondi atrás de um dos pilares e estiquei o pescoço, avistei duas garotas conversando. 

XX: Acho que eu tenho chances esse ano, Christine. Ano passado eu estava ruim do braço, por isso fiquei em 3°.
Chris: Você não se dedicou ano passado, Vivian. (VIVIAN? Bem que os olhos claros e o nariz fino me eram conhecidos) 
Vivian: Não diga que não me dediquei! (exclamou nervosa, o que me fez dar um passo pra trás) Eu faço o que for preciso pra ganhar esse ano. 

Sai de trás do pilar rapidamente e troquei de roupa antes que elas me vissem. Manteria a maior distância possível de Vivian, as pessoas não mudam muito quando crescem. Depois eu fui o mais depressa que pude até a piscina e todas entramos. Me esforcei e cheguei em primeiro. Não valia nada oficialmente, mas assim eles iam saber como dividir tudo certo. Quando anunciaram, Vivian virou o rosto e me encarou, um olhar de surpresa e mais alguma coisa que não consegui distinguir. Que.droga.  Ignorei, esperando que ela não me reconhecesse depois de quase 10 anos, e todas saímos da piscina. Me arrumei e depois voltamos ao hotel descansar. 
Quando saí do banho Lana estava terminando de por uma rasteirinha. 

Lana: Estou descendo pra jantar... Você vem? 
Demi: Não, avisa o professor que vou ficar por aqui. (sorri fraco, ela assentiu e saiu do quarto) Cadê meu celular...? (falei comigo mesma) 
Saí procurá-lo e o encontrei jogado na mesa de cabeceira. O peguei e assim que desbloqueei vi uma das minhas fotos com Joe. Nota mental: lembrar de trocar de papel de parede. Ignorei ao máximo esse fato e fui ler a mensagem que havia recebido. 
"Quando chegar faz o querido favor de me ligar? Seu celular tava sem sinal até agora há pouco." Selena - 18:38
Disquei o número de Selena e no primeiro toque ela atendeu.

#@#@#@Ligação on#@#@#@
Demi: Não me mata!
Sel: Você tava pedindo pra morrer. 
Demi: Desculpa, não deu tempo pra ligar na hora que eu cheguei aqui de manhã, depois eu esqueci e a gente saiu e chegou só agora. Mal saí do banho. 
Sel: Desculpas aceitas porque sou muito querida.
Demi: Aham, claro... 
Sel: Enfim, como é aí? (seu tom de voz ficou animado)
Demi: É legal, ué. O hotel que a gente tá é bom, minha colega de quarto é gente boa... (ela me interrompeu)
Sel: Tá pensando em me trocar? (ela fingiu chorar)
Demi: Ah, fala sério, Selena! (ri) Eu to competindo contra ela. (revirei os olhos)
Sel: Hum... (juro que ela fez bico) Vocês fizeram alguma coisa? 
Demi: Sim, meio que uma avaliação.
Sel: E como você foi?
Demi: Bem, cheguei em primeiro. 
Sel: Que ótimo! 
Demi: Na verdade as coisas não estão tão boas assim...
Sel: O quê? Por quê? (perguntou confusa)
Demi: Primeiro: Joe (suspirei) e segundo, você não vai acreditar: Vivian está aqui.
Sel: Vi-Vivian? Aquela p... vadia tá aí?
Demi: Sim e... Eu acho que ela me reconheceu. 
Sel: O que você fez?
Demi: Fingi que não a vi, ué. 
Sel: Que droga, cara!
Demi: É, eu sei! Mas... (pergunto ou não sobre Joe?)
Sel: Joseph? (suspirei, ela provavelmente notou meu tom de voz) Não o vi hoje, além daquela hora no aeroporto. Sim, eu o vi lá também. Nós fomos embora e ele continuou lá, foi ver o avião sair. Depois, nem notícias dele. Liguei para Nick tem pouco tempo e ele me disse que Joe ainda não foi pra casa. 
Demi: Eu... tenho que desligar, Sel. Tão me chamando. (menti facilmente) Amanhã eu te ligo.
Sel: Ok, amiga. Boa noite e se cuida. Amo você.
Demi: Cuida dele, Sel... (pedi baixinho, por mais que não quisesse me preocupava com ele) Amo você. (terminei a ligação e desliguei o celular, não queria que mais ninguém me perturbasse)
*************************************
Oi meninas (: Estou meio cansada daquele negócio de "desculpa pela demora" então eu nem tenho muito o que falar .-. 
Na verdade eu ando meio ocupada com a Together, tem as coisas da escola e família que é um saco... Bom, nenhum comentário no último capítulo mas ok, vou postar esse mesmo assim. Espero que gostem (e leiam pfvr).
Bye :*

domingo, 6 de maio de 2012

Capítulo 22: Você vai mesmo fazer isso?



Nick: Que horas o avião da Demi sai amanhã?


Joe: Ás nove da manhã... (disse cabisbaixo)


Nick: Cara, você vai mesmo fazer isso?


Joe: Vai ser melhor, Nick. Assim ela vai se focar só na competição, vai se dedicar mais e o tempo que ela passaria comigo, vai passar treinando. E... vai ser só por um período de tempo. Não vou aguentar muito longe dela... 


Nick: Só eu acho que isso não vai dar certo, mano? Quer dizer, você apoiou ela até agora, porque vai deixá-la quando ela mais vai precisar? 


Joe: Eu sei o que eu estou fazendo, Nicholas. Vou deixar ela realizar seu sonho.


Nick: Eu acho que seria melhor se você estivesse com ela quando isso acontecesse, mas... A vida é sua, cara, não posso me meter. 


Joe: Logo que ela voltar vou conversar com ela, não vai ser assim pra sempre. (Nick assentiu e saiu do quarto de Joe)
-----
Sel: Já arrumou tudo pra amanhã, Demi?

Demi: Sim, acho que não to esquecendo de nada. (disse passando a mão pelos cabelos)

Sel: Nervosa? (sorriu)

Demi: Bastante! (ela riu) Eu nem sei se to preparada pra isso, Sel.

Sel: Tá sim, você trabalhou duro nos últimos meses, merece ganhar. Você volta quando? 

Demi: Em duas semanas, eu acho. (fez careta) Preciso que você me passe as atividades da escola por e-mail, se não tiver problema. 

Sel: Passo sim. (sorriu de novo) Liga pro Joe, pra aproveitar o último dia antes de você ir. Eu vou embora, hoje meu dia foi puxado. (fez careta) Amanhã, às 8 eu to aqui. 


Demi: Tá bom. (elas se despediram e Demi ligou para Joe) 


#@#@#@#Ligação on#@#@#@#


Joe: Alô? 


Demi: Oi, Joe.


Joe: Olá, Dem. 


Demi: Será que você podia vir aqui em casa? Queria passar um tempo com você hoje.


Joe: Hã... Tudo bem. (hesitou) Vou sair de casa em meia hora. 


Demi: Tá bom... Você ta bem?


Joe: Hã? Ah, claro que sim! (riu nervoso) 


Demi: Então tá, vou desligar. Te amo.


Joe: Também te amo. (sussurrou e desligou)
#@#@#@#Ligação off#@#@#@#


Mesmo estranhando as reações de Joe, Demi preferiu fingir que nada havia acontecido e foi tomar um banho. Talvez Joe a levasse para sair ou para um parque. Ou talvez não. 
Depois de tomado seu banho e vestida, Demi desceu para esperar Joe na sala. Em poucos minutos ele estava ali, ela levantou para atender a porta e o recebeu com um selinho. 


Demi: Oi, Joey! (sorriu e deu passagem para ele entrar) 


Joe: Oi, Dem. (sorriu forçado) 


Demi: Aconteceu alguma coisa, Joe? (disse fechando a porta enquanto Joe se sentava no sofá) 


Joe: Nada não. (sorriu nervoso) Só estou um pouco ansioso porque você vai viajar amanhã. (isso não era totalmente mentira)


Demi: Só isso mesmo? (se sentou ao lado do Joe no sofá e ele assentiu) Tudo bem. Tem ideia de alguma coisa para fazermos hoje? (disse sorrindo) 


Joe: Na verdade queria ficar com você por aqui pra aproveitar antes de você ir. ("ou antes de eu terminar com você" pensou) Se importa?


Demi: Não. (disse ainda sorridente) Vamos para o meu quarto, meus pais já vão chegar. (ele assentiu e os dois subiram) Quer ver algum filme?


Joe: O que você tem aí? (ela levantou uma caixinha. Jogos vorazes.) Pode ser. (sorriu fraco e Demi colocou o DVD para eles) Quer fazer pipoca?


Demi: Não, eu to sem fome. (fez careta e puxou Joe para ir se deitar ao seu lado na cama) Você já assistiu? (perguntou deitando a cabeça no peito de Joe, ele a abraçou de lado) 


Joe: Já. É um filme triste. 


Demi: Por quê? (disse o encarando) 


Joe: Você vai ver. (sorriu fraco e deu um beijo na sua testa)


Eles ficaram assistindo ao filme juntos, e antes de 30 minutos Demi já estava quase chorando. (igual eu -q) Joe puxou Demi mais pra perto.


Joe: Por que tá chorando? (passou a mão no seu rosto)


Demi: Porque é triste. 


Joe: É um filme, Demi. 


Demi: Mas eu to pensando; se fosse a Maddie no lugar da Prim? E se... 


Joe: É só um filme. (lhe deu um selinho) Não tem porque chorar. (ela se aconchegou nos braços de Joe e se acalmou um pouco)


Mais uma hora e o filme acabou. Demi chorou na hora que a pequena Rue faleceu, pensava em sua irmã, coisas sobre crianças a tocavam profundamente e ela não podia resistir. Joe mal prestara atenção no filme, já vira antes e estava pensando em como conversar com Demi. 
Eles estavam deitados em silêncio, ainda abraçados enquanto encaravam a TV. 


Demi: Joe, por que você ta assim? (ela se afastou um pouco e ele a olhou confuso)


Joe: Como assim?


Demi: Você ta meio que viajando, ta meio seco comigo... O que aconteceu? 


Joe: Não aconteceu nada, Demi. (ele forçou um sorriso mas Demi continuou séria)


Demi: Não mente, tem alguma coisa te incomodando. Fala. Você disse que eu podia confiar em você, confie em mim. (ele suspirou)


Joe: Eu acho que a gente precisa conversar... 


Demi: O quê? Sobre o quê? (perguntou confusa. As coisas estavam indo bem, não é?)


Joe: Eu quero... um tempo, Demi. 


Demi: Como assim um tempo? (riu nervosa)


Joe: Pra você ir em paz pro torneio. Pra não ter que ficar se preocupando comigo enquanto estiver lá. (ela o encarou incrédula) Também preciso de um tempo, algumas coisas aconteceram na minha vida e eu preciso por tudo no lugar... (mentiu)


Demi: Por que, Joe? (perguntou ainda sem entender)


Joe: Você vai viajar agora, vai passar duas semanas fora e...


Demi: O que isso tem a ver? (o interrompeu) 


Joe: Tem que você precisa se focar nisso se quiser ganhar, Demi. Precisa se esforçar. 


Demi: Então pra você é isso? Eu não me esforcei? Eu fiquei treinando esses meses e agora que eu vou precisar de incentivo, você quer um tempo.


Joe: Pode parecer ruim do seu ponto de vista mas eu... (foi interrompido de novo)


Demi: Desculpa se você acha que eu não amo você, porque não demonstro isso suficientemente. Não sou boa nisso, Joseph. 


Joe: O ponto não é esse, Demi! Eu quero mais que tudo que você ganhe esse torneio, que você siga seu sonho. Eu só estou sendo um incomodo na sua vida agora. Vá lá e faça seu melhor. 


Demi: Não dá mais, não com você me abandonando agora, Joe.


Joe: Eu não est... (interrompido)


Demi: Sai daqui, Joseph. (ela se levantou e fechou os olhos com força) 


Joe: Enten...


Demi: Vai logo. (sussurrou deixando uma lágrima escorrer) 


Joe: Eu... (ele se levantou e deu beijo na bochecha de Demi, limpando a lágrima que escorreu) Te amo. (sussurrou e saiu rapidamente do quarto)


Demi on:
Corri para trancar a porta e depois me joguei na cama deixando que as lágrimas rolassem. Eu nunca fui realmente boa em demonstrar meus sentimentos, nunca tive sorte em relacionamentos. Nunca. E meu namoro com Joe vinha provando a mesma coisa. 
Bom, pelo menos meu futuro está um pouco garantido. Graças à ajuda dele eu consegui passar, estava no regional, não é mesmo? Mas fazia algum sentido ele me abandonar agora? Eu não teria ninguém lá comigo. E se eu ficasse nervosa e precisasse de alguém para me acalmar? Eu iria ligar pra ele, mas não vou mais poder. 
Talvez eu deva separar. Sim, separar o pessoal do profissional. Não vou misturar os dois, nem vou deixar que a saudade da família ou a falta de Joe me afete nas competições. São só duas semanas e eu estou de volta. Eu iria aguentar isso longe dos meus pais e de Maddie, mas não sei de Joe.
**********************************************************************************************


Oi pessoal (: Então, está aí o capítulo. Eu espero que vocês gostem. Vão acontecer algumas coisas daqui pra frente porque essa fic ta muito sem sal .-. 
Enfim, comentem, por favor *-*


Beijemi :*

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Capítulo 21: É uma coisa idiota.



Sel: Tá nervosa? (perguntou enquanto saia da escola, acompanhada de Demi e dos meninos)


Demi: Um pouco, talvez. Só to pensando em como as pessoas de lá são...


Sel: Demi, isso não vai acontecer de novo. 


Demi: Nunca se sabe. Bom, eu vou pra lá então. Joe, você me acompanha? 


Joe: Claro, vamos.


Joe e Demi se despediram de Nick e Selena e entraram no carro, dirigindo em direção ao ginásio. Foram conversando durante o caminho, Joe estava curioso pra saber o que aconteceu com Demi para ela ter parado de treinar. Sabia que aquele dia ela não contara toda a verdade. Quando entraram, Demi foi se trocar e Joe sentou em um banco, pensando em como perguntar a Demi o que acontecera. Sabia que ela não gostava de falar sobre isso, mas eles namoravam, Demi podia confiar nele. Em poucos minutos ela voltou, estava com o maiô e um short, e se sentou ao lado de Joe. 


Joe: Demi. 


Demi: Sim?


Joe: Você não vai falar mesmo o que aconteceu?


Demi: Não aconteceu nada. (disse confusa)


Joe: Não, eu quero dizer... Por que você tem todo esse medo de voltar a competir? 


Demi: Não importa, Joe. É uma coisa idiota. 


Joe: Se é idiota, por que você parece se importar tanto e não consegue esquecer? (ela lhe encarou mas não respondeu) Ok, desculpa. Eu sei que isso te deixa desconfortável.


Demi: É que... Quando eu me sentir pronta eu te falo. 


Joe: Tudo bem. (sorriu) Pode contar sempre comigo. (lhe abraçou e lhe deu um selinho) 


Demi: Eu sei que sim. (sorriu em resposta) Tenho que ir lá, me dê sua opinião depois. (piscou e Joe lhe roubou outro selinho) 


Joe: Boa sorte, Dem. (disse enquanto ela se afastava em direção as pessoas que chegaram)


Demi treinara até o final da tarde e Joseph se surpreendeu ao ver o quão boa ela era, mesmo ficando anos sem nadar, ela se igualava as pessoas que treinavam ali. Quando saiu da piscina, foi tomar um banho rápido e colocou uma roupa leve. Eles seguiram até o carro e entraram, seguindo para a casa de Demi. 


Joe: Tá cansada? 


Demi: Bastante. (ela riu) Mas foi bom, deu pra matar saudade. (riram juntos) O que você achou? 


Joe: Você foi bem. (desviou os olhos da estrada para ela durante alguns segundos) Você chegou humilhando os outros. (gargalhou)


Demi: Não to nem perto disso, Joe. To meio enferrujada ainda. (fez careta) E com fome. (olhou com carinha de cachorro que caiu da mudança pra ele) 


Joe: Quer passar em algum lugar? (riu) 


Demi: Passa na Starbucks, daí a gente leva pra casa. 


*****

Já haviam se passado algumas semanas desde o primeiro dia de treino/aula, e Demi estava se saindo muito bem. Já havia entrado no ritmo da turma e isso facilitava as coisas. Hoje ela estava treinando com apenas uma garota, pois seu professor pedira para que somente elas viessem. 


Rodrigo: Meninas, podem sair. Se troquem e voltem aqui, tenho uma notícia para vocês. (Elas foram tomar banho, se trocaram e depois voltaram pra perto da piscina para falar com Rodrigo.) Não sei se vocês lembram, mas eu falei de uma competição entre "escolas". Eu queria saber se vocês gostariam de participar do feminino, se gostaria de representar nossa academia lá. 


Lana: Por mim, tudo bem. 


Demi: É, por mim também. 


Rodrigo: Que bom que aceitaram. (sorriu) Vou passar os detalhes todos no próximo treino, pra ficarem por dentro. (elas assentiram) Se quiserem ir, estão liberadas. 


Elas saíram juntas do ginásio e quando chegaram na porta, viram que uma chuva forte caia. Ótimo, Demi tinha avisado Joe que não precisaria buscá-la e seus pais estavam trabalhando. Tinha medo de ligar para Joe e ele estar ocupado, mas mesmo assim o fez. 


#@#@#@# Ligação on #@#@#@#


Joe: Demi? (disse sonolento)


Demi: Oi, Joe... Te acordei? 


Joe: É, mais ou menos. (riu baixinho) Aconteceu algo? 


Demi: É, mais ou menos. (ele riu) Eu to aqui no ginásio, ta caindo uma chuva desgraçada e eu não tenho guarda-chuva e nem posso ligar pros meus pais. 


Joe: Não, tudo bem, eu te busco aí. 


Demi: Ah, obrigada. 


Joe: Chego aí em dez minutos, te amo. 


Demi: Ok, também te amo. 


#@#@#@#Ligação Off#@#@#@#


Joe chegara em 10 minutos pra buscar Demi, mas em vez de levá-la para casa, eles foram a casa de Joe. Subiram, jogaram as coisas de Demi na cama, lancharam no quarto e depois ficaram por lá. A cama de Joe ainda estava bagunçada, pois dormira e não arrumara ela.


Demi: Joey... (chamou deitada com a cabeça no peito do namorado)


Joe: Sim? 


Demi: Tenho novidades. 


Joe: E o que seria? (levantou a cabeça e a olhou sorrindo) 


Demi: Eu vou competir, agora é oficial. (sorriu também)


Joe: Mesmo? (ela assentiu) Isso é ótimo!


Demi: Eu sei! (respondeu rindo) O professor vai passar os detalhes na próxima aula.
***********************************************************************************
Olá pessoal. Desculpem a demora, de novo... 
Agora a fic já vai tomar um rumo e eu vou escrever mais, porque agora tenho conteúdo *O* 
Enfim, queria agradecer à Miley Cyrus, a única que comentou T.T mas eu entendo vocês. 
Bom, está aí o capítulo, e eu espero que vocês gostem (:

domingo, 4 de março de 2012

Capítulo 20: Ainda bem que você sabe.



Selena chegou a casa de Demi e foi direto para seu quarto, afinal ela era de casa. As duas estavam agora sentadas na cama comendo chocolate.


Sel: Então, o que vocês fizeram hoje a tarde? 


Demi: O Joe me levou pra ver uma competição de natação e... (interrompida)


Sel: COMO ASSIM? Vou lá pedir pra ele como ele fez isso, porque o que eu já tentei...


Demi: Tá, Selly. (ela revirou os olhos) Ele me apresentou um tio dele, que é treinador, e ele falou que seria uma boa eu voltar a nadar...


Sel: E o que você falou? 


Demi: Que eu não sei. (Selena bufou) Ah, qual é?! Você sabe que não vai ser fácil pra eu entrar dentro de uma piscina depois do que aconteceu.


Sel: Você vai mesmo deixar aquilo, que a vaca da Vivian fez, destruir seu sonho, Demi?


Demi: Eu... (ela suspirou) Ele me deu um mês pra pensar. 


Sel: Eu já sei qual vai ser sua resposta mesmo. (deu de ombros e sorriu)


Demi: Ta né. 


Elas passaram o resto da tarde conversando, jantaram e acabaram combinando que Selena passaria a noite ali. Quando estavam se preparando para deitar Maddie bateu na porta do quarto. 


Demi: Entra...


Maddie: Oi, Demi. Selly... (ela sorriu) 


Demi: Vem cá. (ela bateu na cama ao seu lado) 


Maddie: Então... (ela sorriu amarelo) Você tem alguma coisa marcada pra amanhã? 


Demi: Não, por quê?
Maddie: Como amanhã é domingo, nossos pais vão sair, Frankie vai em uma festa de aniversário e eu to sem ninguém pra ficar comigo. (fez careta) E eu tava pensando, faz tempo que você não me leva pra jogar e... (ela sorriu amarelo de novo) Você pode me levar no salão de jogos amanhã? 


Demi: Claro! (ela sorriu) Amanhã às 9 a gente sai. Daí você me espera arrumada, tá? 


Maddie: Tá. (ela sorriu e abraçou a irmã) Selly, se você e o Nick, ou até o Joe (olhou para Demi) quiserem ir... Aqueles dois são duas crianças. 


Demi: Eu vou ligar pra eles, tá? (ela assentiu) Agora vai dormir que tem que acordar cedo amanhã. 


Maddie: Ok. 


Ela se despediu de Demi e Selena e foi para o seu quarto. Demi ligou rapidamente para Joe pra perguntar se ele e Nick iriam ao salão de jogos amanhã, e eles aceitaram. Ela desligou e foi dormir junto com Selena. 
---
No outro dia de manhã todos saíram cedo para ir ao salão de jogos. Era um salão enorme com um bar/lanchonete de um lado, e vários fliperamas e jogos do outro. As meninas estavam na lanchonete tomando um suco enquanto as crianças e os meninos jogavam. 


Sel: Então... Vai aceitar a proposta do cara lá, né? Pra voltar a nadar...


Demi: Se eu não aceitar você me mata, então... (ri)


Sel: Ainda bem que você sabe. Bom, acho que vou matar outra pessoa... (ela disse olhando em direção aos meninos)


Demi: O quê...? 


Ela se virou pra olhar também e percebeu duas garotas, altas, cabelos longos e loiros, próximas à Nick e Joe. Elas se aproximaram e tentaram conversar com eles. Selena do jeito que era já estava vermelha de raiva, Demi se manteve calma quando percebeu que nenhum dos dois estavam prestando muita atenção nas garotas, estavam ocupados demais jogando boliche. Mesmo assim Demi e Selly resolveram levantar para se juntar aos meninos.
---
Alguns dias se passaram. Demetria falou com Joe sobre voltar a competir, e ele ficou feliz com isso, sua menina estava seguindo um sonho antigo. Eles estavam visitando o lugar onde Demi começaria a treinar. Era como um ginásio coberto, mas no lugar de quadras haviam duas grandes piscinas. Philip ia falando como eram os treinos, os horários, primeiras competições, tudo certinho, enquanto eles exploravam o local. 
O primeiro treino aconteceria às 15:30 na segunda-feira. Demi sairia da escola direto para o ginásio e as 17:30 iria para casa. Seus dias iriam ser corridos, mas de acordo com todos, o esforço valeria a pena. Como era sábado e eles tinham tempo, passaram no shopping para comprar o que Demi precisaria e depois foram para casa. Joe ficou, queriam passar um tempo sozinhos. Não havia ninguém em casa, assim poderiam curtir a presença um do outro o quanto quisessem.


Joe: Você não devia usar maquiagem. (disse passando a mão no rosto da menina) Fica melhor sem, ou até assim. Com lápis e rímel meio borrado. Mas eu ainda prefiro sem. (Demi riu)


Demi: Vocês, homens, nunca vão nos entender. 


Joe: Vocês, mulheres, nunca ganharão dos homens no video-game. (eles riram)


Demi: Você vive se esquecendo que eu ganhei de você no Street Fighter, né? É de propósito ou você tem amnésia? 


Joe: Amnésia, é claro. (Demi gargalhou, Joe sorriu com o som agradável e lhe deu um selinho) Quer jantar fora hoje? (ela negou com a cabeça)


Demi: Quero ficar um pouco em casa. (fez bico) Janta aqui hoje? Não sei nem se meus pais chegam pra jantar. (fez careta) 

Joe: Tudo bem, então. (lhe deu outro selinho) O que você quer comer? 

Demi: Hum... Uma torta? Tipo, aquelas salgadas. A gente tenta fazer, quero ver se você é bom na cozinha. 

Joe: Ta né. Já ta com fome? 

Demi: Não, mas demora um tempinho pra ficar pronto. Vamos descer. 

Eles desceram e foram até a cozinha preparar a torta. Mais brincaram do que trabalharam, mas a janta saiu. Até estava comestível, segundo os comentários de Demi. Depois de comer e arrumar a cozinha, o casal subiu novamente para o quarto e sentou na cama enquanto assistiam à um seriado qualquer. O tempo passou, eles não perceberam, e estava ficando tarde. Joe viu que era hora de ir embora quando olhou para o relógio, que marcava mais de 22 horas. 

Joe: Demi...

Ele se virou um pouco para olhar a namorada, que estava abraçada com ele, mas a encontrou dormindo. Decidiu não acordá-la, apenas se ajeitou na cama, ainda abraçado a ela, e se aconchegou. Puxou o edredom que estava jogado por cima da cama e os cobriu.
***********************************************************************************
Oi gente! Desculpem a demora, de novo. Eu estou mesmo tentando postar mais, mas tá meio difícil, vou organizar meus horários e assim vai ficar mais fácil. 
Divulgando >> http://mylove-is-likeastar.blogspot.com/
                    >> jemi-thisiswar.blogspot.com
Bom, espero que gostem.
Beijos!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Capítulo 19: Ah, não importa.



-Final de semana - Casa da Demi-


XX: (bate na porta)


Dianna: Já vai (abre a porta e sorri) Oi Joe, pode entrar.


Joe: Obrigado, Dianna (sorri) A Demi tá aí?


Dianna: Sim, mas ela tá dormindo. Quer que eu chame ela?


Joe: Não, precisa. Posso subir lá?


Dianna: Claro (sorri) Ah, Joe? Avise ela que nós três vamos almoçar fora? 


Joe: Sim. (ele sorriu) 


Joe subiu as escadas e entrou no quarto de Demi silenciosamente. Ela dormia tranquila abraçada a um travesseiro, com um pequeno sorriso no rosto. Ele sentou-se na cama ao seu lado e ficou observando-a dormindo. O sorriso que havia no rosto da menina sumiu aos poucos dando lugar a uma expressão de nervosismo. Joe continuou a observa-la até que ela começou a se remexer nervosa na cama. Ele se abaixou e colocou as mãos no seu rosto, acariciando-a, numa tentativa carinhosa de acorda-la, mas não deu muito certo. Ela acordou assustada e se agarrou a Joe.


Joe: Ei, se acalma, tá tudo bem. (afagou as costas da namorada enquanto ela o abraçava)


Demi: Joe, você tá bem? (perguntou com os olhos fechados com força)


Joe: Sim, eu to bem, se acalma...


Eles ficaram mais um tempo ali abraçados até Demi se acalmar totalmente...


Joe: O que aconteceu?


Demi: Tive um sonho ruim, só isso. Nós estávamos sentados num penhasco, montanha, não sei. Tava tudo ensolarado, bonito, e de repente você caiu... O céu ficou escuro, a água vermelha... Eu me joguei pra ver se conseguia te salvar mas... Eu não con-consegui... Você sumiu na água e eu não consegui...


Joe: Foi um sonho, tá tudo bem... Agora, por que você não me dá um beijo de bom dia?


Demi: Não, eu devo estar com bafo e cab... AAAAAA fecha os olhos, você não pode me ver nesse estado (ela pulou em cima de mim e botou as duas mãos tapando minha visão) Promete ficar de olhos fechados?


Joe: Prometo (ri)


Demi: Tá. 1, 2, 3... 


Eu ouvi ela sair correndo e depois a batida da porta do banheiro. Abri os olhos e ri comigo mesmo. Que namorada louca eu fui arrumar... 30 minutos depois Demi saiu do banheiro, com essa roupa, cabelo preso e se sentou ao meu lado.


Demi: Bom dia (ela me deu um selinho) Que hora é?


Joe: Já passou de meio-dia... Sua mãe falou que eles iam almoçar fora, e se você aceitar eu tenho um programa pra gente fazer hoje.


Demi: Jura? O quê? (disse com os olhinhos brilhando e eu ri baixinho)


Joe: Meu pai me deu dois ingressos pra assistir uma competição municipal de natação, se você quer ir. Não é a melhor coisa do mundo mas é melhor do que ficar em casa, não acha?


Demi: Sim (ri) Na verdade, eu até gosto de natação. Fazia quando era mais nova, mas saí porque as meninas lá... Ah, não importa.


Joe: Tudo bem. Então, vamos almoçar fora, já que eu não quero morrer intoxicado, né.


Demi: O quê? Fique sabendo que eu cozinho muito bem, ok? 


Joe: Sim, e eu não sou bonito... Vamos?


Demi: Tá (ela saiu do quarto emburrada)


Joe: Demetria....


Demi: Não chama de Demetria, to sensível hoje (ela fez biquinho)


Joe: Tudo bem (ri) Vem cá, amor da minha vida (ele pegou a mão de Demi, puxou-a pra perto e a beijou) Melhor agora?


Demi: Nossa, e como (eles riram)


Depois de almoçar, os dois foram a um parque perto do local onde aconteceria a competição e ficaram lá, curtindo a presença um do outro, até dar o horário para ir ao "estádio". Eles entraram e sentaram na metade da arquibancada, com uma visão boa.
Demi sempre gostara de natação, fazia desde que tinha 7 anos, ela era particularmente boa. Mas nada pode ser perfeito pra sempre. Como Demi participava de competições, ela tinha suas inimigas. Não que ela odiasse qualquer menina lá, mas elas não gostavam de Demi pelo fato dela ser melhor. Ela sempre ganhava as competições, primeiro ou segundo lugar, e isso irritava as outras garotas. 
Uma delas estudava no mesmo colégio de Demi na outra cidade, e uma vez já chegou a quebrar um dos braços dela enquanto jogavam na Educação Física. Demi ficara 2 meses sem nadar e perdera parte da animação, já que ela não sabia se ia nadar tão bem quanto antes. Ela acabou desistindo, afinal, não sabia até onde elas poderiam chegar.
Cerca de 10 minutos depois todos os nadadores entraram e foram aos seus lugares. Joe percebera que Demi ficou quieta de repente, estava com uma expressão um pouco chateada no rosto. 


Joe: Demi? 


Demi: Oi? (ela o olhou) 


Joe: O que foi? (pegou sua mão)


Demi: Não é nada... (ela desconversou)


Joe: É sim. Nem tenta negar.


Demi: É que eu... Eu competia quando era menor. 


Joe: Mesmo? (ele sorriu) Você só falou que nadava, não que competia.


Demi: Sim. E era uma das coisas que eu mais amava fazer. 


Joe: E por que parou? (perguntou um pouco confuso)


Demi: Ah, não é nada.


Joe viu que tinha alguma coisa que ela escondeu, mas não forçou mais o assunto. Eles assistiram o resto da "corrida aquática", digamos assim, e Joe puxou outros assuntos, mais agradáveis. Na hora da saída Joe fizera questão de levar Demi para conhecer seu tipo paterno, que trabalhava com esportes aquáticos. Era um dos treinadores.


Joe: Tio Philip? (botou a mão no ombro de um dos homens que estavam lá)


Philip: Sim? (ele se virou) Joseph, quanto tempo! (ele exclamou e abraçou o sobrinho)


Joe: Você não apareceu mas lá por casa. 


Philip: É, ando bastante ocupada ultimamente. Mas, quem é ela? (ele sorriu amigável para Demi)


Joe: Demi, minha namorada. (ele sorriu) 


Philip: Prazer, Demi. (ele estendeu a mão pra ela) 


Demi: Prazer. (ela sorriu envergonhada e apertou sua mão) 


Philip: O que trouxe vocês aqui?


Joe: Meu pai me deu ingressos para assistirmos. 


Philip: Ah, sim. (sorriu)


Joe: Bom, eu queria saber se você ainda treina garotas pra competir... 


Philip: Eu parei um tempo, mas eu vou voltar em um mês, por aí. Por que a pergunta? 


Joe: Porque a Demi competia, e eu queria que ela voltasse. (Demi deu uma cotovelada em Joe) Ai! 


Philip: Ah, mesmo? Se você quiser voltar a treinar eu lhe dou meu telefone. 


Demi: Eu... Eu não sei... (confessou) 


Philip: Você tem um mês pra tomar uma decisão. (ele lhe entregou um cartão) Pense nisso. Foi bom ver você de novo, Joe. E foi um prazer conhecer Demi também, mas agora eu tenho que ir. 


Joe: Tudo bem. 


Eles se despediram e cada um foi para um lado. Joe passou na casa de Demi para deixá-la...


Demi: Quer ficar? 


Joe: Não, eu vou pra casa descansar um pouco... 


Demi: Tá bom. (ela fez biquinho e deu um selinho em Joe) Te amo. (ia sair do carro mas Joe a puxa de volta) O quê?


Joe: Isso é jeito de se despedir, Dona Demetria? (ela riu e o beijou) 


Demi: Feliz agora? 


Joe: Muito. (ele riu) 


Demi: Tenho que ir. Te amo. 


Joe: Te amo mais. 


Ela sorriu e saiu do carro. Joe deu partida e estacionou em casa. Bom, na casa do lado. Demi entrou e quando estava no começo da escada Dianna a chamou.


Demi: Oi? 


Dianna: É só pra avisar que a Selena te ligou de 5 em 5 minutos. Ela pediu pra você ligar pra ela quando chegasse. 


Demi: Ah, obrigada. 


Ela sorriu para a mãe e subiu as escadas, em direção ao seu quarto. Se jogou na cama e pegou o celular. Colocou na discagem rápida para o número de Selena.


#@#@#@#@#@Ligação On#@#@#@#@#@


Sel: DEMETRIA, SUA COISA, ONDE VOCÊ ANDA QUE NÃO ATENDE O CELULAR?!?


Demi: Oi, eu to muito bem. Valeu por perguntar. (disse irônica)


Sel: To falando sério. (bufou) Não te ensinaram que se leva o celular quando sai de casa? 


Demi: Aff, Selena... O que tu queria que me ligou antes? 


Sel: Era pra eu ir aí na sua casa. 


Demi: Pode vir agora. 


Sel: Tá, to saindo então. 


Demi: Ok, sobe direto pro meu quarto. 


Sel: Tá, beijo. 


Demi: Beijo! 


#@#@#@#@#@Ligação Off#@#@#@#@#@


********************************************************************************
Oi gente! /corre e enterra a cabeça na terra
Desculpa, 562374 desculpas por eu ter parado de postar, assim, de repente ): 
Eu espero voltar em breve, tive várias idéias para continuar com a SD. Eu espero também que vocês não tenham me abandonado T.T Em breve eu vou mudar o design, tudinho. O blog vai ficar novo em folha. É isso (: 
Até breve.