domingo, 6 de maio de 2012

Capítulo 22: Você vai mesmo fazer isso?



Nick: Que horas o avião da Demi sai amanhã?


Joe: Ás nove da manhã... (disse cabisbaixo)


Nick: Cara, você vai mesmo fazer isso?


Joe: Vai ser melhor, Nick. Assim ela vai se focar só na competição, vai se dedicar mais e o tempo que ela passaria comigo, vai passar treinando. E... vai ser só por um período de tempo. Não vou aguentar muito longe dela... 


Nick: Só eu acho que isso não vai dar certo, mano? Quer dizer, você apoiou ela até agora, porque vai deixá-la quando ela mais vai precisar? 


Joe: Eu sei o que eu estou fazendo, Nicholas. Vou deixar ela realizar seu sonho.


Nick: Eu acho que seria melhor se você estivesse com ela quando isso acontecesse, mas... A vida é sua, cara, não posso me meter. 


Joe: Logo que ela voltar vou conversar com ela, não vai ser assim pra sempre. (Nick assentiu e saiu do quarto de Joe)
-----
Sel: Já arrumou tudo pra amanhã, Demi?

Demi: Sim, acho que não to esquecendo de nada. (disse passando a mão pelos cabelos)

Sel: Nervosa? (sorriu)

Demi: Bastante! (ela riu) Eu nem sei se to preparada pra isso, Sel.

Sel: Tá sim, você trabalhou duro nos últimos meses, merece ganhar. Você volta quando? 

Demi: Em duas semanas, eu acho. (fez careta) Preciso que você me passe as atividades da escola por e-mail, se não tiver problema. 

Sel: Passo sim. (sorriu de novo) Liga pro Joe, pra aproveitar o último dia antes de você ir. Eu vou embora, hoje meu dia foi puxado. (fez careta) Amanhã, às 8 eu to aqui. 


Demi: Tá bom. (elas se despediram e Demi ligou para Joe) 


#@#@#@#Ligação on#@#@#@#


Joe: Alô? 


Demi: Oi, Joe.


Joe: Olá, Dem. 


Demi: Será que você podia vir aqui em casa? Queria passar um tempo com você hoje.


Joe: Hã... Tudo bem. (hesitou) Vou sair de casa em meia hora. 


Demi: Tá bom... Você ta bem?


Joe: Hã? Ah, claro que sim! (riu nervoso) 


Demi: Então tá, vou desligar. Te amo.


Joe: Também te amo. (sussurrou e desligou)
#@#@#@#Ligação off#@#@#@#


Mesmo estranhando as reações de Joe, Demi preferiu fingir que nada havia acontecido e foi tomar um banho. Talvez Joe a levasse para sair ou para um parque. Ou talvez não. 
Depois de tomado seu banho e vestida, Demi desceu para esperar Joe na sala. Em poucos minutos ele estava ali, ela levantou para atender a porta e o recebeu com um selinho. 


Demi: Oi, Joey! (sorriu e deu passagem para ele entrar) 


Joe: Oi, Dem. (sorriu forçado) 


Demi: Aconteceu alguma coisa, Joe? (disse fechando a porta enquanto Joe se sentava no sofá) 


Joe: Nada não. (sorriu nervoso) Só estou um pouco ansioso porque você vai viajar amanhã. (isso não era totalmente mentira)


Demi: Só isso mesmo? (se sentou ao lado do Joe no sofá e ele assentiu) Tudo bem. Tem ideia de alguma coisa para fazermos hoje? (disse sorrindo) 


Joe: Na verdade queria ficar com você por aqui pra aproveitar antes de você ir. ("ou antes de eu terminar com você" pensou) Se importa?


Demi: Não. (disse ainda sorridente) Vamos para o meu quarto, meus pais já vão chegar. (ele assentiu e os dois subiram) Quer ver algum filme?


Joe: O que você tem aí? (ela levantou uma caixinha. Jogos vorazes.) Pode ser. (sorriu fraco e Demi colocou o DVD para eles) Quer fazer pipoca?


Demi: Não, eu to sem fome. (fez careta e puxou Joe para ir se deitar ao seu lado na cama) Você já assistiu? (perguntou deitando a cabeça no peito de Joe, ele a abraçou de lado) 


Joe: Já. É um filme triste. 


Demi: Por quê? (disse o encarando) 


Joe: Você vai ver. (sorriu fraco e deu um beijo na sua testa)


Eles ficaram assistindo ao filme juntos, e antes de 30 minutos Demi já estava quase chorando. (igual eu -q) Joe puxou Demi mais pra perto.


Joe: Por que tá chorando? (passou a mão no seu rosto)


Demi: Porque é triste. 


Joe: É um filme, Demi. 


Demi: Mas eu to pensando; se fosse a Maddie no lugar da Prim? E se... 


Joe: É só um filme. (lhe deu um selinho) Não tem porque chorar. (ela se aconchegou nos braços de Joe e se acalmou um pouco)


Mais uma hora e o filme acabou. Demi chorou na hora que a pequena Rue faleceu, pensava em sua irmã, coisas sobre crianças a tocavam profundamente e ela não podia resistir. Joe mal prestara atenção no filme, já vira antes e estava pensando em como conversar com Demi. 
Eles estavam deitados em silêncio, ainda abraçados enquanto encaravam a TV. 


Demi: Joe, por que você ta assim? (ela se afastou um pouco e ele a olhou confuso)


Joe: Como assim?


Demi: Você ta meio que viajando, ta meio seco comigo... O que aconteceu? 


Joe: Não aconteceu nada, Demi. (ele forçou um sorriso mas Demi continuou séria)


Demi: Não mente, tem alguma coisa te incomodando. Fala. Você disse que eu podia confiar em você, confie em mim. (ele suspirou)


Joe: Eu acho que a gente precisa conversar... 


Demi: O quê? Sobre o quê? (perguntou confusa. As coisas estavam indo bem, não é?)


Joe: Eu quero... um tempo, Demi. 


Demi: Como assim um tempo? (riu nervosa)


Joe: Pra você ir em paz pro torneio. Pra não ter que ficar se preocupando comigo enquanto estiver lá. (ela o encarou incrédula) Também preciso de um tempo, algumas coisas aconteceram na minha vida e eu preciso por tudo no lugar... (mentiu)


Demi: Por que, Joe? (perguntou ainda sem entender)


Joe: Você vai viajar agora, vai passar duas semanas fora e...


Demi: O que isso tem a ver? (o interrompeu) 


Joe: Tem que você precisa se focar nisso se quiser ganhar, Demi. Precisa se esforçar. 


Demi: Então pra você é isso? Eu não me esforcei? Eu fiquei treinando esses meses e agora que eu vou precisar de incentivo, você quer um tempo.


Joe: Pode parecer ruim do seu ponto de vista mas eu... (foi interrompido de novo)


Demi: Desculpa se você acha que eu não amo você, porque não demonstro isso suficientemente. Não sou boa nisso, Joseph. 


Joe: O ponto não é esse, Demi! Eu quero mais que tudo que você ganhe esse torneio, que você siga seu sonho. Eu só estou sendo um incomodo na sua vida agora. Vá lá e faça seu melhor. 


Demi: Não dá mais, não com você me abandonando agora, Joe.


Joe: Eu não est... (interrompido)


Demi: Sai daqui, Joseph. (ela se levantou e fechou os olhos com força) 


Joe: Enten...


Demi: Vai logo. (sussurrou deixando uma lágrima escorrer) 


Joe: Eu... (ele se levantou e deu beijo na bochecha de Demi, limpando a lágrima que escorreu) Te amo. (sussurrou e saiu rapidamente do quarto)


Demi on:
Corri para trancar a porta e depois me joguei na cama deixando que as lágrimas rolassem. Eu nunca fui realmente boa em demonstrar meus sentimentos, nunca tive sorte em relacionamentos. Nunca. E meu namoro com Joe vinha provando a mesma coisa. 
Bom, pelo menos meu futuro está um pouco garantido. Graças à ajuda dele eu consegui passar, estava no regional, não é mesmo? Mas fazia algum sentido ele me abandonar agora? Eu não teria ninguém lá comigo. E se eu ficasse nervosa e precisasse de alguém para me acalmar? Eu iria ligar pra ele, mas não vou mais poder. 
Talvez eu deva separar. Sim, separar o pessoal do profissional. Não vou misturar os dois, nem vou deixar que a saudade da família ou a falta de Joe me afete nas competições. São só duas semanas e eu estou de volta. Eu iria aguentar isso longe dos meus pais e de Maddie, mas não sei de Joe.
**********************************************************************************************


Oi pessoal (: Então, está aí o capítulo. Eu espero que vocês gostem. Vão acontecer algumas coisas daqui pra frente porque essa fic ta muito sem sal .-. 
Enfim, comentem, por favor *-*


Beijemi :*